Todos temos dificuldade de coordenação ao começar a tocar bateria. Uns mais, outros menos. Os mais velhos tendem a se achar em desvantagem, perante os mais novos. Entenda porque muitas vezes os anos a mais de vida podem ser aliados no caminho da aprendizagem.

Recentemente, me foi perguntado na página Quero Tocar Bateria no Facebook por um dos nossos amigos seguidores:

Respondi o seguinte

Tenho e tive vários alunos de idade mais "avançada", ou digamos, mais velhos do que eu. E isso não é um problema, contanto q você tenha vontade e paciência para aprender. Sempre ouvimos dizer que os mais novos tem mais facilidade. Isso é verdade. Por outro lado, os mais novos, especialmente esta geração de hoje em dia, não tem paciência e foco para estudar (seja o que for).

POXA, GILSON!

Se você é um baterista novo (de idade) e se sente ofendido com o que estou dizendo, talvez você seja uma exceção, mas há de concordar que hoje em dia é difícil termos foco em uma coisa por muito tempo, tamanha a avalanche de informações disponíveis todos os dias na internet. Isso é muito bom pelo lado das possibilidades, mas a qualidade e a quantidade da informação pode atrapalhar o processo de aprendizagem, mesmo de quem leva isso a sério.

AFOBAÇÃO VERSUS...

Normalmente meus alunos mais jovens aprendem em aula basicamente o que conseguem fazer nos primeiros 15 minutos de treinamento. O que não é absorvido neste curto espaço de tempo, já é rapidamente considerado como uma "barreira intransponível". Por fim, o aluno  acaba por dizer a clássica frase: "eu não consigo". Aí, ou partimos para um novo (e menos repetitivo) assunto ou teremos mais um novo ex-estudante-de-bateria. E todo professor que se preze sabe que este não é o caminho.

...SABEDORIA

Já meus alunos mais velhos, pela própria experiência de vida, acabam por encarar as dificuldades de forma mais tranquila e "deixam rolar". Eles normalmente não tem pressa em aprender, contanto que a aula faça valer o dinheiro e tempo investido, recebendo um aprendizado de qualidade como retorno. Muitas vezes, eles tem sim mais dificuldade em aprender alguns dos exercícios (e tantas outras vezes, não!). Mas por serem mais insistentes e acreditarem no resultado a longo prazo, acabam aprendendo mais e tirando mais proveito das aulas.

 

VAMOS LÁ, VELHINHO!

Então, use da sua sabedoria de vida para estudar o quanto e quando puder, que as coisas vão evoluindo naturalmente. Recomendo pra você que terminou de ler este texto com vontade de estudar (seja lá qual for sua idade e nível musical) que dê uma lida na minha postagem sobre organização dos estudos. Tenho certeza que irá trazer ainda mais certeza pra você de que nada é impossível, basta um pouco de vontade!

Ah, e não esqueça de comentar abaixo! Conte sua história de vida com a bateria!

Começou agora? Voltou depois de muito tempo? Conte pra gente!

Abraço,

Gilson

2 Comments