ESCOLHENDO SEUS PRATOS

Traduzido do livro The Cymbal Book.

 

Seleção e Controle

Às vezes as pessoas apenas vão em uma loja de música, batem um prato à primeira vista, se apaixonam, pagam por isso e estão felizes para toda vida. Geralmente, encontrar o prato certo leva muito mais tempo. Alguma preparação pode ser útil também. A segunda parte deste capítulo contém dicas gerais para a seleção de qualquer tipo de prato: o que olhar e ouvir ao escolher. Como um prato de condução não é tocado da mesma forma que um ataque, há dicas específicas para cada tipo. Estes são descritos em seções separadas. A última seção contém dicas informativas sobre as qualidades técnicas de pratos, e o que prestar atenção quando for comprar pratos usado.

1. Dica de Antemão

Existem pessoas que simplesmente entram numa loja de bateria, dizendo: "Eu gostaria de um prato", e permanecem em silêncio para sempre. Supostamente, eles não lêem livros como este, mas apenas considere ter uma idéia do que você deseja antes de ir comprar. O que pensar, o que considerar, o que carregar em seu ouvido, e qual loja procurar são alguns dos temas desta seção.

1.1 Considerações

Mesmo o autor mais imparcial irá confrontá-lo com mais uma opinião subjetiva, pessoal: a visão dele. Então informe-se lendo opiniões, catálogos, boletins informativos e outras publicações relevantes. Toda opinião subjetiva que você encontrar vai ajudar a moldar a sua própria. Além disso, dissecar informação vai fazer você ficar familiarizado com os jargões típicos.

Setups (Configurações)

Estude configurações de bateristas de qualquer estilo. Se você está apenas começando a tocar ou se você estiver em uma posição financeira limitada, pode ser difícil de traduzir os sons de pratos profissionais em itens mais acessíveis. Você simplesmente teria que ler este livro inteiro.

 

Deixado por Último

Ao comprar um novo aparelho de som, alto-falantes geralmente vêm na parte inferior da lista de importância. No caso de bateristas de primeira viagem, geralmente isso acontece com os pratos. Considera-se que é muito mais difícil de influenciar o som de um prato do que alterar o som de um tambor. Qualquer kit de bateria pode ser mexido, pelo menos, até seu som se tornar aceitável. O som dos pratos basicamente é o que é.

As diferenças de Preço

O que exatamente faz com que haja diferenças consideráveis m preços de pratos? Em primeiro lugar, é a quantidade de trabalho que é colocado dentro do instrumento. O preço da liga é um segundo fator - mas menos importante. Um importante aspecto que é frequentemente esquecido é o número de pratos diferentes disponíveis dentro de uma série. A maioria das séries de baixo orçamento é constituída por um ou dois Rides (prato de condução), alguns Ataques, um tipo e tamanho de chimbal e às vezes um tipo de China ou Splash. A maioria das séries profissionais contém inúmeras variações em cada tipo. Isto implica mais ferramentas, mais pesquisa, um número maior de pratos exclusivos, tipos menos vendáveis e pratos e mais espaço no estoque. Promoção, percentagens e publicidade são fatores determinantes de preços também.

1.2 Bagagem

Seu Prato

Se você sair para comprar um prato, leve seus outros pratos com você. Qualquer nova aquisição deve tornar-se parte de um conjunto, e não apenas mais um de uma coleção reunida aleatoriamente. Além disso, você não seria a primeira pessoa a voltar para casa com um prato novo que é idêntico a um que já possui. Além de demonstrar que você sabe do que você gosta, esta é uma experiência completamente inútil. As propriedades acústicas da loja serão um pouco neutralizadas quando você comparar novos pratos com o que você está familiarizado. Se um amigo possui o tipo de prato que você está procurando, leve o prato com você também. Nada é mais difícil do que lembrar de sons e timbres com precisão.

Nomes dos Tipos de Pratos

Se acontecer de você ouvir o prato que você procura em uma apresentação, tente comprá-lo imediatamente. Se o baterista não mostrar nenhum sinal imediato de cooperação, tente anotar a marca, tipo e tamanho. Porém considere, por exemplo, que pratos amplificados normalmente não têm o mesmo som acusticamente.

Outro Baterista

Para julgar o prato corretamente, você tem que se afastar dele. A audiência sempre está a alguma distância e o que eles percebem é nossa prioridade máxima. Volume, definição, timbre, sustain e resposta - cada detalhe do som - pode ser avaliado com mais precisão a distância. Seu assistente deve ser um baterista; qualquer um pode bater um prato, mas é preciso mais para tocá-lo. Em caso de não haver ninguém por perto, tente tocar o prato mantendo a orelha que está apontando em sua direção fechada. Isto funciona.

Música

Outra maneira de ajudá-lo a formar uma opinião sobre os pratos é tocá-los enquanto escuta a música que você costuma tocar. De preferência, use uma gravação sem bateria. Um CD ou MP3 Player com fones de ouvido vai dar conta disto. Desta forma, você imita, até certo ponto, o que os pratos vão soar como no contexto de uma banda. Sempre experimente os pratos em combinação com uma bateria, pela mesma razão. Ouvindo a bateria em interação com os pratos pode abrir seus ouvidos para certas - positivas ou negativas - características que você não perceberia de outra forma.

Suas Baquetas

Leve suas próprias baquetas, especialmente se você estiver procurando por um prato de condução. O som de pratos como em grande parte de um kit de bateria depende do que é usado para tocá-lo. Você também pode usar uma baqueta de uso geral média como uma 5A ou um tipo similar ao que você usa. Algumas pessoas levam consigo sua própria máquina de chimbal e estante de prato, considerando que eles podem influenciar no som.

1.3 A Loja Ideal

A seleção de pratos basicamente se resume a comparar os pratos; por isso a loja deve ter um estoque aceitável. Um pequeno estoque torna a escolha mais fácil, mas aumenta a chance de comprar o errado. Fabricantes, distribuidores e importadores podem permitir que você selecione os pratos na sede deles, mantendo o varejista como o intermediário - e quem você paga. Isso lhe dá uma riqueza de pratos à escolha.

Pratos "Idênticos"

Tendo encontrado o prato de sua escolha, compare algumas espécies desse tipo de prato. Não há dois pratos iguais. Pratos feitos com máquinas computadorizadas são, naturalmente, "mais iguais" do que pratos martelados à mão jamais serão. Portanto, você deve procurar o próprio som de prato que você escolheu, e não apenas uma do mesmo tipo e tamanho.

 

Proficiência

Um vendedor proficiente vale seu peso em bronze. Boas lojas oferecem conselhos, tempo e paciência. Porém seus ouvidos não permanecem da mesma forma por muito tempo. Faça uma pausa entre os testes. Por este motivo é melhor não comprar um conjunto de pratos ao mesmo tempo.

Segunda Mão

Tenha um olhar atento aos pratos de segunda mão ao redor. Às vezes as pessoas realmente não sabem o que estão vendendo. [nota do tradutor: E é nessas horas que você faz um ótimo negócio!]

Para Iniciantes

Uma série de marcas oferecem os chamados "pacotes de pratos", compostos geralmente por um Ride de 20", um Ataque de 18" e um par de chimbais de 14". Este é um caminho mais fácil. Mas ouça a outras marcas também. Elas podem oferecer um Ataque melhor do que o do pacote, ou um Ride mais harmônico, ou melhor par de chimbais. Você pode sair com menos dinheiro mas com um conjunto mais satisfatório, composto por duas ou três marcas.

E além Disso

Preço, marca e indicação do tipo de pratos são menos importantes do que o que se ouve. Há prós numerosos em torno de quem incorpora os pratos de baixo orçamento em suas lojas. Eles têm razões mercadológicas. Use seus ouvidos, e não seus olhos.

Testando um, dois

Se você sair para comprar um conjunto de pratos em um dia, concentre-se primeiro em um prato de condução. Em seguida, escolha um par de chimbais e deixe o restante para o final.

Comparando

Comparar os pratos é a principal coisa a fazer. Quando você tem que escolher entre uma série de diferentes tipos de pratos, defina um número de pedestais em alturas iguais e monte os pratos em ângulos iguais em um semi-círculo em frente a você. Displays de pratos (cymbal-trees) podem afetar o som do prato que você está ouvindo. Imitar o seu estilo próprio de montagem de pratos (reto, inclinado, apertado, solto), tanto quanto possível, para criar o máximo de uma situação "ao vivo". Além disso, toque os pratos da mesma forma e no mesmo volume como você tocaria em uma situação real.

 

Eliminando

Depois que você fez suas decisões básicas, uma boa maneira de escolher o caminho certo é lidar com apenas dois por vez. Coloque-os em pedestais e escolha o melhor. Escolha um terceiro prato e repita este procedimento até que tenha tentado todos eles. É uma questão de suprimir progressivamente - tornando menor e menor até que você acabar com um prato: o seu.

Número de série

Alguns pratos têm números de série. Isto lhe garante uma possibilidade boa para testar a sua audição. Anote o número do prato selecionado em primeiro lugar, coloque-o de volta na pilha e tente encontrá-lo novamente. Se você conseguir fazer isso, compre o prato. Vá para casa e anote o número novamente, desta vez por razões de segurança.

O que escutar

Testadores profissionais de pratos não escutam o que deve estar em um prato. Eles principalmente se concentram no que não deve. Isto demanda uma imagem 100% clara e verdadeira do que se procura, que é o som de fábrica prescrito, do prato em questão - Esta é a principal razão para fazê-lo o contrário quando você está comprando pratos. O que você deve ouvir em um prato varia de tipo para tipo. No entanto, há uma série de coisas em geral para prestar atenção.

Harmonia e Espectro de Frequência

O som de um prato deve ser harmonioso e coeso, excluindo a maioria dos "chinas" e outros sons especiais. Frequências oscilando, harmônicos interferindo e qualquer outro tipo de efeitos perturbadores, bem como toda a beleza e potencial do prato, pode ser descoberto por tocá-lo de várias maneiras. Um golpe ou um rufo com "mallets" (baquetas com pontas de feltro, usadas em timpanos ou marimba) irá dar vida às faixa de frequência, sem a influência do som da ponta dura de uma baqueta. As partes graves se tornarão audíveis quando usando os mallets mesmo baixinho perto da borda do prato. O prato é feito para ir aumentando o volume com a força de seus ataques. Esteja ciente da mistura dos harmônicos. As frequências mais altas pode ser desencadeadas por tocar perto da cúpula, de preferência usando uma baqueta com ponta de nylon. O intervalo entre a nota que você ouve lá em cima deve estar em harmonia com a nota baixa que você vai encontrar perto da borda. Excêntricos também podem desencadear as freqüências mais altas e harmônicos, soprando suavemente ao longo da borda do prato. Isto funciona, então não se preocupe com qualquer um que fique olhando para você.

 

 

Afinação (tessitura)

Pratos são instrumentos atonais, sem afinação. Mesmo os pratos sendo julgados como alta, média ou baixa sonoridade depende do campo de freqüência predominante ou tessitura. Um prato bom produz freqüências em cada uma dessas três áreas. Todos eles têm uma determinada função no som. As proporções entre eles determinam o caráter do prato em um grande grau.

 

Volume

Volume é muito difícil de se julgar em uma loja. Além do tamanho da loja, em comparação com o tamanho do seu palco médio, todos os tipos de coisas podem influenciar a sua percepção da sonoridade real do prato. Um prato de condução com um "ping" muito definido vai parecer mais alto do que um condução que cresce seu som de forma mais lenta. O mesmo vale para altos e baixos sons de pratos de ataque. Comparar os pratos com o que você conhece é o melhor caminho para ter uma ideia realista.

Resposta

Resposta é o tempo que leva para o prato reagir a seu ataque com as baquetas. Pratos de ataque exigem uma resposta rápida, enquanto pratos de condução devem responder de forma mais lenta, a fim de evitar o "ping" indefinido e excesso de harmônicos. Geralmente, os pratos mais finos respondem mais rapidamente do que os mais pesados. A maneira mais certa é tocando suavemente. Com muita força, qualquer prato responde.